quinta-feira, 14 de abril de 2011

- odeio-te

Estou tão farta de ti, tão farta de me desiludir a cada passo que das, farta de descobrir podres que ai tens, farta de sentir-te cada vez mais dentro de mim, estou farta de ouvir o teu nome, farta de sentir saudades tuas, estou farta de ti, farta das tuas atitudes, farta da tua falsidade, deixa-me vai-te embora de uma vês, não vales nada, nada mesmo, és um podre, um triste de merda, cresce rapaz, faz isso por ti, por mim, faz isso por todos nos, vai embora de uma vês, não voltes mais, deixa de me atormentar, de me deixar neste medo de viver, sai daqui, sai, eu odeio-te com tudo no mundo, és um nojento, um cabrão, devias ter vergonha na puta da cara, é pá não sei como fui capaz de te amar, como fui capaz de namorar contigo durante oito meses, capaz de imaginar-te no meu futuro, metes-me tanto nojo, que nem imaginas rapaz, morre, Nunca mais sejas capaz de me dirigir a palavrmorre bem longe de mim,! quero que um dia sofras tanto como eu estou a sofrer, que caias na merda como eu cai, espero que nunca ninguém te ajude que fiques lá, e que te humilhem, que te derrubem, que te cuspam, que te maltratem como tu fizeste comigo, não vales nadinha de nada,! És a pessoa mais horrível que eu já conheci, a pessoa que eu odeio mais, deste-me a maior desilusão do mundo, quando te apanhar vou dar-te a maior merda que já imaginas-te, cagalhão! Armas-te em rei, mas já reparas-te que o teu reinado é constituído por pitas, não vales nada meu querido, não te armes em grande quando não ó és, vai dar o cu as galinhas, é a única coisa que fazes de geito,! Da-me nojo saber que existes moço, morre  bem longe de mim,!  
Nunca mais sejas capaz de me dirigir a palavra paneleiro,!

Sem comentários:

Enviar um comentário