sábado, 6 de agosto de 2011

- melhor amigo.

O passado por vezes quer voltar e se tornar no meu futuro, mas tu queres que o passado morra e nunca mais volte, e eu não sei como te voltar a ter. Os contos de fadas não existem, mas eu do teu lado vivia no paraíso, sempre me percebes-te e tornas-te os meus sonhos realidade, estavas lá a todo o momento e nunca deixas-te ninguém me magoar, mas agora pergunto-me onde esta o sempre que me juras-te, onde esta a pessoa por quem eu lutei, porque o fim se sempre nós adoramos, porque me tratas desta maneira tão fria, porque resolves-te partir sem me avisar, deixas-te o mundo cair sobre mim. A distância nunca pareceu importar, o sentimento sempre foi forte, e tu sempre foste o principal, e de um segundo para o outro, mandaste-me embora, e o que eu sinto deixou de importar, deixas-te o que passamos ser levado pelo vento. Eu tentei dar-te o melhor, tentei fazer tudo para que a tua felicidade fosse imortal, mas pelos vistos não foi o suficiente, e largaste-me do céu e eu fiquei sem perceber o porque. Talvez não te tenha dado tanto quanto merecias, mas também não mostras-te o que querias, eu ainda não consigo viver sem ti, só preciso que voltes e desta vez te tones eterno. Este tempo sem ti fez-me perceber que pessoas como tu é raro encontrar e eu não te quero perder, melhor amigo.

Sem comentários:

Enviar um comentário